A OBRA
  DIRETORIA

HOME

Notícia »

Semiárido do Piauí tem cisternas com placas de energia solar

Postada em 08/06/2019 ás 19h41 - atualizada em 08/06/2019 ás 19h44

Semiárido do Piauí tem cisternas com placas de energia solar

A Obra Kolping do Piauí vai inaugurar nesta quinta, dia 6 de junho, e sexta, dia 7 de junho, 211 cisternas com placas de energia solar nos municípios de Oeiras e Isaías Coelho.



São cisternas de placas de cimentos de 52 mil litros para produção de alimentos orgânicos e os sistemas de energia solar são para as bombas d’água. Assim, as famílias não precisam mais tirar água das cisternas de forma manual.



Estas obras fazem parte do programa que tem como objetivo levar tecnologias sociais de convivência com o Semiárido às localidades rurais do Nordeste que mais enfrentam a falta de água para o consumo e para a produção de alimentos. 



A iniciativa envolve um conjunto de ações que vão da capacitação de pedreiros, oficinas sobre o uso racional da água e dos recursos naturais, combate ao uso de agrotóxicos e de defensivos químicos, construção das cisternas, produção de alimentos orgânicos até o incentivo ao uso da energia solar.



QUANTIDADE DE CISTERNAS



No município de Oeiras, foram construídas 101 cisternas de placas de cimento com 52 mil litros de água, beneficiando diretamente 101 famílias da Zona Rural com a armazenagem de quase 8 milhões de metros cúbicos de água e produção de alimentos. Os investimentos totalizam R$ 1,578 milhão.



Já no município de Isaias Coelho foram construídas 110 cisternas de placas de cimento com 52 mil litros de água, beneficiando diretamente 110 famílias da Zona Rural com o armazenamento de quase 12 milhões de metros cúbicos de água e produção de alimentos, atingindo um investimento de R$ 1,775 milhão.



DÉFICIT DE CISTERNAS NO PIAUÍ



No Piauí ainda há um déficit de 50 mil cisternas nas comunidades mais atingidas pela falta de água, segundo o coordenador estadual da Obra Kolping do Piauí, Raimundo João da Silva. Para ele, as tecnologias sociais de convivência com o Semiárido são as mais viáveis para a região por serem de baixo custo e terem um alto potencial de melhorias das condições de vida das famílias que vivem no Semiárido.

 

“A gente sabe que no Semiárido chove muito, mas ainda não temos tecnologias suficientes para armazenar e aproveitar essa água. Hoje, no Piauí há um déficit de quase 50 mil cisternas. Por isso, é preciso construir mais cisternas para a captação de água das chuvas para o consumo e para a produção de alimentos. Onde as pessoas tiveram acesso ao programa, a vida melhorou de forma significativa”, falou Raimundo João da Silva.



O projeto é executado pela Obra Kolping do Piauí e tem o apoio da ASA - Articulação do Semiárido Brasileiro, do Fórum Piauiense de Convivência com Semiárido e do MDS. A Obra Kolping é uma ONG sem fins lucrativos, fundada no Piauí há 44 anos. Trabalha com a inclusão social e desenvolve vários projetos, dentre eles, o Tocando Piauí, os bancos comunitários, a construção de cisternas, os Centros de Convivência Agroecológica, a inclusão digital, e o estímulo ao protagonismo da juventude.


FONTE: https://www.acessepiaui.com.br
PUBLICADO POR: Kolping do Piauí
Comentários »
Veja também »

A OBRA

A Obra Kolping do Piauí é uma organização da sociedade civil sem fins econômico com atuação em 70 municípios do Estado do Piauí e com sede na cidade de Teresina.

Ver mais...
FACEBOOK
PARCEIROS
Obra Kolping Internacional
Obra Kolping do Brasil
Instituto Viva Cidadania
Fórum Piauiense de Convivência com o Semiárido
Fiocruz
Comitê Betinho SP
Cáritas Brasileira - Regional do Piauí
Asa Brasil
Alimente Além do Corpo

Rua Simon Bolívar, nº 3978, Bairro Dirceu Arcoverde II - Teresina Piauí - CEP: 64077-450

Presidente: Francisco Machado Santana | Coordenador: Raimundo João da Silva | Diretor financeiro: João Arison Bezerra de Mesquista

Área restrita - Cadastro de comunidades

© Copyright 2019 :: Obra Kolping do Piauí :: Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium